Ruby on Rails #07: Entendendo as Tarefas

Eu mencionei a existência de mais comandos do Ruby on Rails anteriormente, mas deixei para me aprofundar no assunto num post futuro. Sei que demorei um pouco para cumprir com o prometido, então vamos direto ao ponto.

Alternativa para “Gameficar” Seu Código

Há algum tempo atrás escrevi sobre o Codeivate e os beníficios da gameficação das coisas. Porém você já deve ter notado que sua IDE não sincroniza mais com o serviço, pois ele foi descontinuado sem qualquer anúncio ou explicação.

WordPress #01: Configurando o Básico

Vamos começar pelo básico nessa nova empreitada, o arquivo wp-config. Velho conhecido para quem já está familiarizado com o WordPress, mas que muitas vezes ainda encontro-o com algumas brechas de segurança.

WordPress #00: Explicando Meus Motivos

Por que falar dessa ferramenta? Porque cada vez mais ouço pessoas falando mal do WordPress, por diversos motivos. Alguns apontam suas vulnerabilidades, outros seus problemas de desempenho. E ainda há aqueles que criticam suas limitações.

Ruby on Rails #06: Utilizando os Geradores

Agora que você está familiarizado com os Generators, vamos usa-los dentro do contexto do nosso projeto. Caso ainda não esteja totalmente familiarizado, aconselho você retornar ao post anterior (Ruby on Rails #05: Entendendo os Geradores) e “praticar” um pouco mais antes de prosseguir.

Ruby on Rails #05: Entendendo os Geradores

Agora que você está familiarizado com as Gems, vamos ao próximo tópico: os Generators. Mas o que são eles? São comandos do Ruby on Rails que geram códigos e estruturas básicas, permitindo que nos preocupemos apenas com que realmente importa.

Ruby on Rails #04: Instalando as Gemas

Obviamente depois de selecionar quais Gems usaremos, precisamos instala-las em nosso ambiente. Como sempre, esse é um processo simples no Ruby on Rails, porém há algumas nuances. Por isso preferi deixar esse assunto pra depois.

Ruby on Rails #03: Selecionando as Gemas

Agora que você já sabe um poucos mais sobre as Gems, vamos definir quais serão usadas em nosso projeto. Não que você não possa incluir uma Gem (ou excluir) posteriormente, mas com o tempo você terá alguns pacotes valiosos para cada tipo de projeto.

Ruby on Rails #02: Entendendo as Gemas

Eu mencionei as Gems anteriormente, mas deixei para explica-las num post futuro. Sei que demorei um pouco para criar vergonha na cara e escrever sobre elas, então vamos direto ao ponto.

Ruby on Rails #01: Criando um Projeto

Continuando minha tentativa de evangelizar mais desenvolvedores pro Ruby on Rails, vamos a mais uma faceta deste framework: a simplicidade de criar um projeto. Sim, eu sei que isso não é exclusividade do RoR, mas nele essa simplicidade é levada muito a sério.